Controlar o sensor da temperatura do líquido de arrefecimento

Aqui poderá encontrar informações básicas úteis e dicas importantes relacionadas com a temática do sensor do líquido de arrefecimento em veículos.

O sensor da temperatura do líquido de arrefecimento informa o módulo de comando do motor sobre a temperatura de serviço do motor, para que a quantidade de combustível e o momento da ignição possam ser adequadamente adaptados. Nessa página, explicamos-lhe o princípio de funcionamento do sensor da temperatura do líquido de arrefecimento e lhe mostramos, entre outros, como localizar, de forma precisa, as causas de falhas durante uma detecção de falhas.

Aviso de segurança importante As seguintes informações técnicas e dicas práticas foram elaboradas pela HELLA, com o intuito de apoiar as oficinas profissionalmente nos trabalhos do dia a dia. As informações disponibilizadas nesse site somente devem ser usadas por pessoal especializado e devidamente qualificado.

 

SENSOR DA TEMPERATURA DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO FUNCIONAMENTO: PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO

O sensor da temperatura do líquido de arrefecimento é usado pelo sistema de preparação de mistura para registrar a temperatura de serviço do motor. Consoante a informação do sensor, o módulo de comando ajusta o momento de injeção e o ângulo de ignição às condições de serviço. O sensor é um sensor de temperatura com um coeficiente negativo de temperatura. Isso significa que o aumento da temperatura diminui a resistência interna.

 

Dependendo da temperatura do líquido de arrefecimento, a resistência do sensor de temperatura se altera. Com o aumento da temperatura, a resistência diminui, baixando assim a tensão no sensor. O módulo do comando avalia esses valores de tensão, dado que se encontram em relação direta com a temperatura do líquido de arrefecimento (temperaturas baixas resultam em valores de tensão elevados e temperaturas elevadas resultam em valores de tensão reduzidos no sensor).

SENSOR DA TEMPERATURA DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO COM DEFEITO: SINTOMAS

Um sensor do líquido de arrefecimento com defeito pode ser detectado de maneiras diferentes através da detecção de erros do módulo de comando e da consequente estratégia de operação de emergência.

 

Os sintomas de erros mais frequentes são:

  • Aumento da rotação de marcha lenta
  • Elevado consumo de combustível
  • Dificuldades na partida

 

Além disso, podem surgir problemas durante o ciclo de controle dos gases de escape devido ao aumento dos valores de CO ou da falha da regulação lambda. Na memória de erros do módulo de comando é possível salvar as seguintes entradas:

  • Conexão à massa na cablagem ou curto-circuito no sensor
  • Terminal positivo ou interrupção do cabo
  • Alterações não plausíveis do sinal (salto do sinal)
  • O motor não alcança a temperatura mínima do líquido de arrefecimento

 

O último código de erro também pode ocorrer em caso de um termostato de líquido de arrefecimento com defeito.

CONTROLAR O SENSOR DA TEMPERATURA DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO: DETECÇÃO DE ERROS

Detecção de erros:

  • Leitura da memória de erros
  • Controlar conexões elétricas dos cabos do sensor, do conector e do sensor relativamente a ligação correta, a ruptura e corrosão.

O controle é realizado com o multímetro

Passo de controle 1

É determinada a resistência interna do sensor. A resistência depende da temperatura; com o motor frio possui um valor ôhmico elevado e com o motor quente, um valor ôhmico reduzido.

 

Dependendo do fabricante:
25 °C 2,0 – 6 kOhms ou 80°C aprox. 300 ohms
Observar as indicações especiais sobre o valor nominal.

Passo de controle 2

Controlar a cablagem do módulo de comando, verificando a passagem e a conexão à massa dos cabos individuais do conector do módulo de comando.

 

  1. Conectar um ohmímetro entre o conector do sensor de temperatura e o conector desconectado do módulo de comando. Valor nominal: aprox. 0 ohm (esquema elétrico necessário para a atribuição de pinos no módulo de comando).
  2. Controlar o pino correspondente no conector do sensor com um ohmímetro, bem como o conector desconectado do módulo de comando relativamente à massa. Valor nominal: >30 mOhms.

Passo de controle 3

Com o voltímetro no conector desconectado do sensor, controlar a tensão de alimentação. Esse passo é realizado com o módulo de comando conectado e a ignição ligada. Valor nominal: aprox. 5 V.

 

Se o valor da tensão não for alcançado, controlar a alimentação da tensão do módulo de comando, incluindo a alimentação da massa, de acordo com o esquema elétrico. Se estiverem em ordem, o defeito poderá estar no módulo de comando.

Até que ponto este artigo é útil para si?

Não ajuda em nada

Muito útil

Diga-nos do que não gostou.
Obrigado! Mas antes de sair!

Inscreva-se para receber nosso boletim informativo gratuito do HELLA TECH WORLD e mantenha-se atualizado com os vídeos técnicos mais recentes, conselhos sobre reparos de automóveis, treinamentos, campanhas de marketing e dicas de diagnóstico.

Mostrar informações adicionais em nosso boletim informativo Ocultar informações adicionais em nosso boletim informativo

Inscreva-se para receber nosso boletim informativo gratuito do HELLA TECH WORLD e mantenha-se atualizado com os vídeos técnicos mais recentes, conselhos sobre reparos de automóveis, treinamentos, campanhas de marketing e dicas de diagnóstico.

Juntos, podemos colocar os carros de volta na estrada rapidamente!

Importante:
ocê só será inscrito na newsletter após clicar no link de confirmação no e-mail de notificação que receberá em breve!

Proteção de dados | Cancelar inscrição

Importante:
Você só será inscrito na newsletter após clicar no link de confirmação no e-mail de notificação que receberá em breve!

Data protection | Cancelar inscrição

Quase lá!

Tudo o que você precisa fazer é confirmar sua inscrição!
Enviamos um e-mail para your email address.

Verifique sua caixa de entrada e clique no link de confirmação para começar a receber atualizações do HELLA TECH WORLD

E-mail errado ou nenhuma confirmação recebida?
Clique aqui para entrar novamente.