Pino guia na pinça móvel — Avisos práticos sobre o reparo

Aqui poderá encontrar informações básicas úteis e dicas valiosas relacionadas com a temática dos pinos guia na pinça móvel.

A pinça móvel, também conhecida como pinça flutuante, é uma das pinças de freio mais usadas em veículos motorizados. Uma característica especial aqui é que a pinça do freio pode ser deslocada através de pinos guia.  Esse tipo de montagem também é designado por suporte flutuante. Se o freio for acionado, o êmbolo do freio é pressionado na pastilha do freio interior, pressionando essa pastilha no disco do freio. A força de reação descoloca a pinça do freio para o pino guia e pressiona a pastilha do freio exterior contra o disco do freio com a mesma força. 

Aviso de segurança importante As seguintes informações técnicas e dicas práticas foram elaboradas pela HELLA, com o intuito de apoiar as oficinas profissionalmente nos trabalhos do dia a dia. As informações disponibilizadas nesse site somente devem ser usadas por pessoal especializado e devidamente qualificado.

 

Para que tudo funcione corretamente, o movimento e o funcionamento devem estar garantidos.

 

Consoante o tipo de pinça do freio, os pinos guia podem ser conduzidos internamente no suporte da pinça do freio e vedados com guarnições de proteção contra poeira ou aparafusados no exterior e montados em buchas de amortecimento.

 

Elementos guia com sujeira ou emperrados provocam um funcionamento limitado da pinça do freio e podem possuir as seguintes consequências:

  • Elevado desgaste das pastilhas do freio e discos do frio
  • Desgaste irregular da pastilha
  • Performance de frenagem insatisfatória ou unilateral
  • Maior aquecimento do material/sobrecarga térmica
  • Discos do freio descolorados em um lado ou desgastados
  • Aumento de ruídos com o freio não acionado
  • Forte sujeira das rodas em um lado devido à abrasão dos freios

 

Em alguns casos, o padrão de desgaste nas pastilhas do freio antigas que foram desmontadas já permitem identificar uma possível causa. 

Controlar e efetuar a manutenção do pino guia na pinça móvel: Vídeo

Avisos práticos sobre o reparo — Pino guia na pinça móvel

Nesse vídeo, mostramos o reparo e a manutenção dos pinos guia em uma pinça móvel.

Avisos práticos sobre o reparo — Pino guia na pinça móvel: Instruções

Controlar os pinos guia e a guarnição de proteção contra poeira

Durante todos os trabalhos de reparo e manutenção na pinça móvel, observar o seguinte:

  • Controlar o pino guia relativamente ao bom funcionamento, sujeira e danos
  • Controlar as guarnições de proteção contra poeira ou as buchas de amortecimento relativamente a danos. 
  • Os pinos guia devem poder se mover facilmente para trás e para a frente no suporte da pinça do freio (Figura 1).
  • Os componentes com sujeira devem ser limpos e, se necessário, substituídos antes de serem reutilizados

 

Porém, os componentes danificados devem ser impreterivelmente substituídos. 
Aqui são oferecidos diferentes conjuntos de reparo, consoante o modelo do veículo e o tipo da pinça do freio (Figura 2).

Aplicar uma fina camada de lubrificante adequado nas superfícies de deslize

Antes de proceder à instalação dos pinos guias interiores, aplicar uma fina camada de lubrificante adequado à base de silicone nas superfícies de deslize (Figura 3).

 

Lubrificantes não adequados podem provocar o inchaço das peças de borracha e consequentes falhas no freio da roda (Figura 4).

 

Antes de proceder à nova montagem do freio, também o êmbolo de freio e a guarnição de proteção contra poeira devem ser controlados relativamente a funcionamento e danos e, se necessário, devem ser substituídos. Uma manutenção ou reparo inadequados podem provocar reclamações desagradáveis ou dispendiosos danos consequentes. 

Aviso!

O sistema de frenagem é um sistema de segurança. Os trabalhos de reparo na pinça do freio somente podem ser realizados por pessoal técnico qualificado.
Nesse contexto, observar sempre as instruções de manutenção e de reparo dos respectivos fabricantes de veículos!

 

As apresentações esquemáticas, figuras e descrições têm somente a finalidade de facilitar a compreensão e exemplificação do texto e não podem ser usadas como base para o reparo.